5 formas de conhecer famílias

Party of five

A série esteve 6 anos no ar e fala de cinco irmãos que têm de crescer em alta velocidade. A família fica sem os pais, e o irmão mais velho: Charlie, tem que assumir o comando da família.

Esta era uma das alternativas à famosa Beverly Hills: 90210, e confirmava como os adolescentes tomavam conta do mundo na década de 90.

O triunfo da amizade entre irmãos prendeu famílias ao televisor durante anos e ainda hoje é relembrada como uma peça de ouro na década dos 90’s.

Family Ties 

Falar de politica numa comédia para ver depois do jantar, nunca foi uma tarefa fácil. No início dos anos 80, Gary David Goldberg criou uma família de 6 que falava de temas sociais e políticos sempre a rir.

Michael J. Fox protagonizava o conservador Alex P. Keaton que tomou conta da série com esta personagem. Além de de confirmar o talento de J. Fox, a série deu espaço às famílias para resolverem, em casa, algumas azias.

This is us

Nunca a edição foi tão importante e decisiva para contar a história de uma família. É como se as várias fases da vida decorressem ao mesmo tempo, sublinhando que está tudo ligado.

Ao início parece a série “Parenthood”, mas rapidamente tudo se torna mais intrincado e com temas para pensar o resto da noite. A densidade das personagens é mais que muita e os dilemas de cada um parecem saltar do ecrã.

Adição, racismo, cultura, adopção e educação são temas que fazem parte desta narrativa, onde acompanhamos em tempo real os diferentes “tempos” desta família especial.

Modern family

Um casal de gays, um pai de família que re-casa com uma colombiana muito dotada e muito mais nova que ele. Uma das filhas é casada com um consultor imobiliário e descobrem em andamento como criar 3 adolescentes.

Esta é a receita que leva a América a ver-se ao espelho sem complexos. No decorrer dos episódios, as personagens falam directamente para o ecrã como se tratasse de um confessionário em directo.

The Osbournes

Era inevitável falar num dos êxitos da reality tv que envolvem famílias conhecidas. Podíamos ter olhado para as Kardashian ou para esta família mais disfuncional do pequeno ecrã.

A ideia era “vivermos” dentro da casa deste deus do heavy metal e perceber como mãe de ferro – Sharon- controlava este lar doce lar que podia explodir a qualquer momento.

Um pai Ozzy mais amolecida e domesticada e dois filhos à procura do seu espaço para sair da sombra dos pais.

 

About The Author

Viciado em musica e em concretizar ideias. Dirijo uma rádio, mas podia dirigir balões de ar ou triciclos. Raramente escreve vocês com a ortografia correcta. As pessoas em geral dizem que tenho mau feitio que é uma forma rápida e preguiçosa de catalogar alguém. Quando era pequeno queria ser piloto da força aérea, mas não tinha dentes para tal, unhas e túbaros até tinha. Vi o Tom Cruise na mota com Kelly Mcgillis e disse "quero aquilo", mas não foi possível. Estudei psicologia e uma coisa que tem tudo a ver com técnicas de áudio. Posso ser encontrado numa praia qualquer, mas se me encontrar, por favor, não chateie.